Cada revolução industrial que aconteceu no mundo, trouxe novas maneiras de viver e de pensar. As mudanças causadas por cada revolução, geraram alterações de comportamento e na nossa maneira de viver.

E isso é natural. Todos esses movimentos são disruptivos (interrompem o processo atual, alterando o status quo) o que resulta em mudanças do nosso modo de viver. Desde a primeira revolução industrial, as mudanças se tornaram cada vez mais rápidas, o que gerou tanto evolução da nossa maneira de viver, quanto gerou dúvidas e medos sobre como essas mudanças podem gerar riscos a nossa população.

Na revolução industrial que estamos vivendo, a maneira de trabalharmos, nossa relação com outros, transporte, uso de energia, educação, entre diversas outras áreas estão sendo afetadas. As mudanças hoje afetam praticamente todas as áreas da nossa vida, devido a grande conexão que existem entre todas esses setores, muito influenciado por um processo de digitalização de todos esses setores. A tendência é termos um processo de integração e preservação de todos setor, principalmente pelo crescimento populacional e a escassez de recursos.

Futuro da Geração de Energia
Futuro da Geração de Energia.

E mesmo que essas mudanças gerem receio por parte da população, de uma maneira ou de outras elas vão acontecer. O importante é entendermos o mundo que estamos vivendo e como podemos nos adaptar para estarmos preparado para as mudanças que estão ocorrendo e que vão ocorrer. Além disso, é importante entender que muitas vezes temos receio da mudança, por não compreendermos ela, quando na verdade os receios que temos não tem necessidade de existir.

Na primeira revolução industrial, quando a criação de teares e outras máquinas possibilitaram a criação em larga escala de roupas e outros produtos, artesões e outros profissionais viram aquilo como uma ameça que geraria desemprego.

Na segunda revolução industrial, com o desenvolvimento da linha de produção, o maior desenvolvimento industrial gerou um grande êxodo rural (que iniciou já na primeira revolução). Devido a essa mudança em massa para as cidades, muitas pessoas acreditavam que não teria alimentos suficientes para todos.

Na terceira revolução industrial, causada pela popularização da área de informática, parte da população tinha receio quanto a segurança dos nossos dados e quanto aos possíveis uso da robótica e engenharia para uso bélico.

Agora, na quarta revolução, também existe um receio de que irão faltar empregos devido ao excesso de automatização, risco de perdermos acesso a nossos dados devido ao excesso de informações salvo em nuvens ou mesmo de a robótica avançar a tal ponto de substituir humanos em quase todos empregos.

Reflexo do excesso de industrialização
Reflexo do excesso de industrialização.

As mudanças geradas pela indústria 4.0 tem tudo para nos levar a dar passos gigantes em direção a uma nova era da produção de bens e serviços. A digitalização da comunicação das máquinas, permitindo uma integração entre setores produtivos, centrais de comandos e computadores irá criar uma produção muito mais inteligente.

Através o uso de ciência de dados, internet das coisas e big data, é possível criar fábricas inteligentes, que se comunicam e aprendem em tempo real, se adaptando as situações do dia a dia, assim como uma pessoa faria.

Algumas das mudanças que estão ocorrendo ou são esperadas para os próximos anos são:
– Criação de carros autônomos;
– Uso de realidade virtual em diversas áreas;
– Fábricas cada vez mais autônomas, com poucos funcionários;
– Uso de fontes de energia renováveis;
– Viagens espaciais cada vez mais baratas;
– Integração de todos aparelhos com a internet.

Um expoente da nossa geração: Elon Musk.
Um expoente da nossa geração: Elon Musk.

Essas são somente algumas das mudanças, entre várias outras que devem acontecer. E assim como existiam receios nas outras revoluções que não se justificaram, nessa também existem.

É importante pensar que, mesmo as revoluções anteriores tendo gerado problemas, como: a baixa qualidade de vida do trabalho industrial no início das primeiras revoluções; o excesso de pessoas em regiões metropolitanas e a poluição causada pela segunda revolução; e o uso excessivo de dados e nosso pouco controle sobre ele gerados pela popularização da informática na terceira revolução; ainda assim o mundo hoje está muito melhor do que antes.

Foi possível observar melhorias em diversas áreas, de tecnologia a educação, de saúde a produção industrial, que resultaram em uma maior qualidade de vida.

O que devemos fazer não é temer os avanços gerados por essa revolução, e sim nos preparamos para que nossa profissão esteja de acordo com os avanços tecnológicos, para não ficarmos obsoletos, trabalhando em cargos fadados a ser extintos. Importante que nossos esforços sejam direcionados a áreas importantes para o desenvolvimento da população, como a geração de energia limpa, evolução na agricultura que aumente o nosso fornecimento de alimentos, evolução na educação que permite que todas pessoas tenham acesso a conteúdo de qualidade.

Por isso, não vejo a revolução como algo a ser temido, e sim como uma oportunidade de usarmos as novas tecnologias para melhorarmos a vida de toda a população mundial. Temos diversos desafios a nossa frente, como superpopulação, falta de alimentos, poluição, entre outros, e é importante nos unirmos em torno de objetivos que permitam nossa evolução como humanidade, e que superemos esses obstáculos.

Visão de um futuro próximo
Visão de um futuro próximo.

Nós do Agente G acreditamos muito no potencial de mudança e evolução que essa revolução está gerando e irá gerar. Por isso, nossa plataforma foi desenvolvida exatamente para atender uma necessidade da indústria 4.0, que é a dificuldade de aquisição de produtos na área de manutenção.

Assim, desenvolvemos uma plataforma inteligente, criando um ecossistema de manutenção industrial, conectando compradores e fornecedores. Através do www.agenteg.com.br, é possível realizar aquisição dos mais diversos produtos e serviços para sua manutenção. Caso você queira trazer agilidade ao seu setor de aquisição, conheça nosso trabalho e como podemos ajudar o seu setor de aquisição.

Plataforma de Manutenção Industrial 4.0
Agente G – Plataforma de Manutenção Industrial 4.0.

Escrito por: Guilherme Schabbach

Fontes:

https://www.bbc.com/portuguese/geral-37658309

https://www.sohistoria.com.br/resumos/revolucaoindustrial.php

https://www.todamateria.com.br/primeira-revolucao-industrial/